Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Curso de Direito da UFPA ganha biblioteca digital

...
Os professores e alunos do Curso de Direito e do Programa de Pós-Graduação em Direito da UFPA, na capital e no interior do estado,  ganharam acesso à Biblioteca Digital da Editora Saraiva com mais 1 mil livros. O lançamento aconteceu nesta sexta-feira, 06/10, na presença de dirigentes do Instituto de Ciências Jurídicas (ICJ) e da Faculdade de Direito, professores, alunos e do deputado federal Edmilson Rodrigues (PSOL), no hall do bloco J, no campus do Guamá em Belém.
O avanço da Biblioteca Digital contribui sobremaneira para a qualidade do ensino público, principalmente, considerando a elevada demanda de livros durante os cinco anos do curso. "É uma honra grande estar aqui. Designo emendas por convicção de ajudar a quem precisa. Quando vemos pessoas tão comprometidas com a vida, a dignidade e a justiça social, como no curso de Direito, a gente fica mais empenhado em colaborar", parabenizou Edmilson. "Sinto muita alegria em colaborar. A UFPA é o meu segundo canto de vida, é a minha casa. É meu dever contribuir", completou Marlene.
A diretora da Faculdade, Profa Dra Valena Jacob, explicou que o contrato foi custeado em parte pela emenda ao orçamento 2016, no valor total de R$ 150 mil, que Edmilson direcionou à Clínica de Atenção à Vítima de Violência (CAV), da UFPA, coordenado pela Profa Dra Luanna Tomaz. E parte do contrato com a Saraiva foi financiado pelo projeto de especialização de professores em Direitos Humanos e Diversidade, coordenado pela Profa Dra Marlene Freitas. "A gente agradece ao Edmilson e às professoras Luanna e Marlene porque a biblioteca digital vai minimizar a carência de livros físicos. É uma conquista muito grande", comemorou Valena.
Já o diretor do ICJ, Prof Dr José Benatti, afirmou que as emendas parlamentares têm tido importância maior para as universidades diante do drástico corte de recursos do governo federal. Ele ressaltou a dificuldade de aquisição de livros porque as editoras não se interessam em participar de licitações na região Norte, pois priorizam o fornecimento para o Sul e o Sudeste,  prejudicando o acesso ao conhecimento no Norte e aprofundando as diferenças no tratamento entre as regiões brasileiras. Enquanto o vice-diretor do ICJ, Prof Dr Maués, que trabalhou na liberação da emenda, explicou a dificuldade que enfrentou na realização dessa tarefa. "Foi uma emenda de 2016, que só foi paga este ano", observou.
O acesso à biblioteca digital poderá ser feito de qualquer computador e celular, inclusive, no Laboratório de Informática do curso. O representante do Centro Acadêmico de Direito Edson Luís (Cadel), Felipe Costa, disse que fica muito feliz com o investimento realizado. "Estamos muito bem servidos em livros acadêmicos e também para pesquisa e concursos públicos".
Fim do conteúdo da página